Concurso da Polícia Civil Bahia 2013

By | 19 de abril de 2013


ATUALIZAÇÃO DESTA NOTÍCIA: CONCURSO PARA A POLÍCIA CIVIL 2013 JÁ ESTÁ ABERTO – 600 vagas. Saiba mais clicando aqui. Inscrições até 31 de março de 2013.


 

 

***

nA Bahia conta atualmente com um efetivo de seis mil policiais civis para cuidarem da segurança de 14 milhões de habitantes, conforme dados do IBGE 2011.  O efetivo se distribui entre os mais de 400 municípios, gerando um déficit de agentes, escrivães, investigadores e delegados que sem dúvidas causam danos a cada cidadão. Com estas informações, policiais civis que atuam em Feira de Santana, cidade do interior baiano, opinam que se faz necessária a realização de um novo concurso público na Bahia para a corporação, no entanto, como convocar mais pessoas para o trabalho com tantos obstáculos a serem superados por quem está há anos na polícia civil?

Além de problemas estruturais como viaturas em péssimas condições, falta de armamentos e itens de segurança como coletes, agentes de polícia integrados ao Sindipoc (Sindicato da Polícia Civil), afirmam que estes são apenas alguns dos empecilhos para a realização de um novo concursos público.


Policiais que não quiseram se identificar, falaram que a falta de perspectivas para a divulgação de um novo edital da polícia civil também perpassa por questões judiciais, uma vez que centenas de pessoas ainda faltam ser convocadas desde o último concurso feito em 2007, levando o Tribunal de Justiça a proibir outro concurso sem que todos os aprovados sejam convocados.
 
O imbróglio aconteceu devido a um erro no edital do concurso passado, o qual redigia que todos os aprovados deveriam ser convocados imediatamente para o trabalho. São cinco anos nesta situação de formar novas turmas para a corporação, deixando a justiça descrente da necessidade de se fazer um novo concurso.


Mas de acordo com o atual secretário de segurança pública da Bahia, Maurício Barbosa, em audiência pública realizada em julho deste ano, sairá em breve um edital para a contratação de 800 policiais civis até 2013.
O objetivo é levar este efetivo para atuar nas delegacias de Apoio a Mulher (Deam) que estão com carência de profissionais no nível agentes, escrivães e delegados.

 
O estudante Diego Muller de Oliveira disse estar se preparando para o concurso da polícia civil mesmo antes de sair o edital. Também inscrito no concurso do INSS, ele afirma que tem feito um verdadeiro jogo de cintura para conciliar os conteúdos cobrados em ambos os concursos, com o objetivo de ser aprovado em ao menos um deles.
 
Sabendo das deficiências que vai encontrar na polícia civil caso seja aprovado, Diego salienta que não deixa de ser uma boa carreira no serviço público, voltada para a prestação de serviços ao cidadão e com salário inicial atrativo. “Apesar de tantos ajustes, sei que vai vale a pena. Tanto que vai ter muitos inscritos quando o edital for aberto”.

O estudante também comemora a
possibilidade da exigência de nível superior para fazer o concurso, o que será um grande diferencial para quem já possui uma formação acadêmica. Sobre isso, policiais civis opinam que será bom para a corporação contar com pessoas mais preparadas intelectuais para cuidar de segurança, mas salientam que os problemas de uma organização como a polícia civil vai aquém desta questão de preparo acadêmico. 

Jornalista Michelle Oliveira

Matéria exclusivamente cedida ao Faça Concursos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *